Arquétipos e Deusas

O psicólogo Carl Jung foi o criador do termo Arquétipos.  Para ele,  arquétipos representava as imagens primordiais, presentes em nosso imaginário, que ajudam a explicar histórias passadas, vividas por nossos ancestrais. Podemos dizer que é uma maneira simbólica de explicar o que existe no comportamento e na alma humana.

 

Nos arquétipos de Deusas buscamos reunir os 8 principais modelos de atuação da alma, do coração, do pensamento e do comportamento feminino que vem sendo representado nas relações sociais há milênios.


Deusas da mitologia representam com muita leveza quem são as mulheres em seu interior e como elas são Deusas Poderosas em sua presença no mundo. Podendo transformar, equilibrar e revolucionar suas próprias vidas e tudo o que está ao seu redor.

 

Podemos dizer que os Arquétipos são as chaves que nos guiam em direção ao nosso poder pessoal.

  • icone_email
  • whatsAPP logo black
  • Instagram
  • youtubePB
  • facebook
  • Linkedin